quinta-feira, 10 de abril de 2014

Bolo de banana

Consegui esta receita com uma amiga de trabalho. Ela sempre fazia este bolo para as reuniões da escola. Este é um dos meus preferidos. Por ser feito com farinha de rosca ele fica super leve. tenho certeza de que você não irá resistir um pedaço só.
Este é bolo é bem fácil de se fazer. Anote aí os ingredientes.

INGREDIENTES

 MODO DE PREPARO

  1. Bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha de rosca e o fermento em pó.
  2. Após bater, despeje a mistura em uma tigela e misture a farinha de rosca e o fermento em pó.
  3. Leve para assar em forno pré aquecido a 180ºC por cerca de 40 minutos.
  4. Ao retirar dos forno, salpique açúcar e canela em pó.





terça-feira, 8 de abril de 2014

Bolo de milho verde

Um delicioso e belo bolo nunca poderia faltar a mesa no café da tarde. Para mim este é o momento mais gostoso do dia, hora em que me sento com meu marido para compartilharmos as experiências vivenciadas no dia, sejam elas assuntos de trabalho, lazer ou simples fazeres do dia a dia.
Levar a mesa uma das clássicas receitas de vovó faz com a que a conversa fique mais doce, regada a bons goles de café quentinho.
Depois de alguns dias namorando as espigas de milho em minha geladeiras coloquei a mão na massa.
Esta receita é bem simples de se fazer e leva poucos ingredientes.

6 espigas de milho verde debulhadas
3 ovos
1 lata de leite condensado
1 colher de fermento em pó
1 xícara de coco ralado
1 colher de margarina
3 colheres de fubá de milho.

No liquidificador bata os ovos o milho o leite condensado a margarina e o fubá. Despeje esta batida em uma tigela e acrescente o fermento em pó e o coco e mexa com uma colher.
Despeje a massa em uma forma untada e enfarinhada com fubá e leve para assar em forno pré aquecido a 180ª C por cerca de 40 min ou até dourar. Faça a prova do palito.
Bom apetite!


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

yakissoba

Há tempos não comia um tão saboroso! Hoje o cardápio do jantar foi yakissoba. Tive como convidada especial a minha mãe que está passando alguns dias aqui em casa e matando a saudade. Tivemos uma longa tarde de caminhada pela 25  de março o que fez com que nosso apetite fosse a mil.
Para ajudar na preparação usei um molho instantâneo para yakissoba que comprei no Bairro da Liberdade em um daqueles mercadinhos japoneses. O macarrão próprio para yakissoba também foi adquirido lá.
Segue abaixo os ingredientes e modo de preparo deste delicioso prato oriental.


Ingredientes:
1/2 pacote de macarrão para yakissoba
1/2 cebola picada
2 colheres de óleo de soja
1 cenoura cortada em rodelas finas
1 xícara de vagem picada
1/2 pimentão vermelho picado
1/2 maço de couve-flor
1/2 maço de brócolis
8 folhas de acelga cortada em quadradinhos
2 xícaras de broto de feijão
400 g de frango picado
2 colheres de molho shoyo

Modo de preparo
Coloque o macarrão para cozinhar enquanto isso vamos ao molho.
Em uma panela frite o frango até dourar, assim que dourar, acrescente a cebola, a cenoura, o pimentão e a vagem, refogue-os por cerca de 5 minutos. Acrescentes a couve-flor o brócolis a acelga e o broto de feijão. Refogue por mais 5 minutos. Acrescente o shoyo, mexa e tampe a panela  para cozinhar um pouco as verduras por 10 minutos. Prepare o molho instantâneo para yakissoba conforme as instruções da embalagem e adicione as verduras. Mexa e deixe cozinhar por 10 minutos.
Está pronto. Desligue o fogo e monte o prato.
Bom apetite!!!


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Iogurte grego

Hoje vou postar uma receita deliciosa e que por sinal é muito saudável. Esta você pode saborear sem culpa.
Aprendi esta receita a uns 5 anos atrás por meio de um site americano.
Quando fiz, o resultado foi maravilhoso. Trata-se de um iogurte com textura incrível e sabor marcante.
O iogurte foi tão bem apreciado lá em casa que eu tinha que fazê-lo de dois em dois dias.
Hoje faço para meu marido que ama saborear com granola.
Há outras formas de se saborear o iogurte grego. Você pode adicionar frutas picadas como morango, mirtilo, blueberry, amoras, bananas com mel e  canela ou nozes.
Então vamos lá, mãos a obra.

Para a preparação você vai precisar de:

1 litro de leite (você pode usar o de caixinha integral ou semidesnatado ou desnatado)
2 colheres de iogurte natural
1 panela
1 tigela de vidro
Peneira
Tecido de algodão
Termômetro culinário

Leve o leite para aquecer em uma panela. Enquanto estiver aquecendo, mexa de vez em quando para que a temperatura fique uniforme. Continue o aquecimento até atingir a temperatura de 80ºC.
Ao atingir a temperatura desejada, desligue o fogo e deixe o leite esfriar até que a temperatura caia para 45ºC. É importante que a temperatura esteja marcando 45ºC para que as bactérias possam agir de modo natural na fermentação do leite. Se a temperatura estiver muito elevada, as bactérias poderão morrer. Se estiver muito baixo a temperatura, as bactérias não incubarão adequadamente.
Transfira o leite para uma tigela de vidro e acrescente 2 colheres de sopa de iogurte natural. Mexa ligeiramente com o auxílio de um fouer  e tampe com um pano de prato limpo e grosso.
Para que as bactérias comecem agir e transformar seu leite em coalhada de boa qualidade você precisa fazer ou proporcionar um ambiente como uma estufa.
Esta estufa pode ser feita no forno do fogão porém, com a luz acesa para manter a temperatura durante todo tempo ou no forninho elétrico. Eu não uso nenhum destes instrumentos para simular uma estufa.
Eu aqueço uma panelinha com água a 45ºC e despejo dentro de uma caixinha de isopor. Então eu coloco dentro da caixinha a tigela com o leite (como se fosse uma banho maria) e tampo a caixinha e deixo lá quietinho por 8 horas. Tempo suficiente para o leite se transformar.


Eu fico muito feliz quando abro a caixinha de isopor e vejo que minha receita deu certo.
Neste momento a coalhada possui muito soro, este é o motivo de estar líquida.
Coloque uma peneira grande e coloque sobre uma tigela de vidro e por cima da peneira coloque um tecido de algodão limpinho e despeje a coalhada dentro. Veja na foto como deverá ficar.


Coloque outro pano por cima e leve à geladeira para que todo soro da coalhada seja drenado. Geralmente este processo dura de 4 a 5 horas.
Passado este tempo, remova o tecido da peneira e despeje o iogurte grego em outro recipiente.
Você vai perceber que aquela coalhada já não existe mais pois deu lugar a uma pasta bem consistente. 
Para homogeneizar o iogurte grego, bata a pasta com o fouer.  


Você pode colocar 3 colheres de wisk para deixar com consistência bem lisinha e se preferir um saborzinho, pode adicionar 1 colher (sopa) de essência de baunilha.
Pronto, agora é só guardar na geladeira e saborear da forma como desejar.
Bom apetite!! 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Purê de mandioquinha com charque

É sempre um privilégio poder levar para dentro de casa a cozinha brasileira. O Brasil é rico em alimentos regados de cores, aromas, cores e sabores. A receita a seguir mistura sabores bem brasileiros e é ideal para ser apreciado em dias que faz aquele friozinho.


Você vai precisar de:

Para o purê de mandioquinha:
400 g de mandioquinha
4 dentes de alho
50 ml de creme de leite fresco
30 ml de manteiga de garrafa
1 pitada de noz-moscada
Sal a gosto
20 g de queijo parmesão

Para o molho de pimenta agridoce:
125 g de açúcar
125 ml de vinagre de maçã
25 g de gengibre picado
2 unidades de pimenta dedo-de-moça

Para o charque:
600 g de charque
100 g de manteiga de garrafa
4 dentes de alho
1 cebola roxa
½ pimenta dedo-de-moça sem sementes
1 colher (chá) de semente de coentro
Cebolinha a gosto
Sal a gosto
Pimenta-do-reino a gosto

Para o purê de mandioquinha
Descasque as mandioquinhas e corte-as em pedaços menores para assar mais rápido. Forre uma assadeira com papel alumínio, descasque o alho e coloque o alho e a mandioquinha na assadeira.
Tempere com sal e cubra com mais uma folha de papel alumínio. feche bem e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por 30 minutos.
Retire do forno e bata no processador ou liquidificador com a manteiga de garrafa, o creme de leite fresco e o parmesão ralado. Tempere com noz-moscada e bata bem até ficar na textura de purê.

Para o charque
Para dessalgar o charque, lave bem a carne, corte em cubos e leve para ferver 4 vezes. lembre-se sempre de trocar a água após começar a ferver.
Cozinhe com bastante água até a carne ficar bem macia. Escorra o líquido e, com a ajuda de um pano limpo, espalhe a carne sobre a metade do pano, cubra com a outra metade e pressione, movimentando a mão para frente e para trás para desfiar o charque. Reserve.
Corte o alho grosseiramente. Pique bem a pimenta e a cebola roxa.
Esquente uma frigideira e, com um pouco de manteiga de garrafa, frite as sementes de coentro. Acrescente o alho. Assim que o alho dourar, coloque a cebola roxa e a pimenta, refogue por 5 minutos e entre com o charque. Finalize com cebolinha picada. Reserve.

Para o molho de pimenta agridoce:
Leve ao fogo o vinagre, o açúcar, o gengibre, a pimenta picada e deixe reduzir até atingir a textura de geleia lisa.

Montagem
Coloque o purê de mandioquinha em um prato ou combuquinhas de porcelana e por cima do purê coloque a carne desfiada. Regue com um pouco do molho agridoce e salpique por cima um pouco de cebolinha picada.

Manjar de coco com calda de ameixa


Você vai precisar de:

500 g de açúcar
2 xícaras de água
10 cravos da índia
1 pau de canela
150 g de ameixa preta sem caroço
1 litro de leite
1 lata de leite condensado
1 medida da lata de leite condensado de leite de coco
3 colheres (sopa) bem cheias de amido de milho

Em uma panela, coloque o açúcar, a água, o cravo, a canela e as ameixas cortadas e deixe ferver. Diminua o fogo e cozinhe por 15 minutos até formar uma calda.
Em outra panela, leve ao fogo o leite condensado, leite de coco, leite e o amido de milho, batendo com um batedor de arame para não empelotar.
Quando começar a ferver, diminua o fogo e cozinhe por cerca de 20 minutos, até engrossar a mistura.
Umedeça as forminhas individuais com água e despeje o manjar dentro delas, leve à geladeira por 40 minutos.
Desenforme e sirva acompanhado da calda de ameixa.